quinta-feira, 16 de março de 2017

Na Rua .... com José Cunha (Com: Isabela Cunha)




Walter Salles, o Garimpeiro da notícia, o apresentador José Cunha, nosso convidado, o professor Américo Faria que foi um trunfo no sucesso da Seleção Brasileira, pois ficou 20 anos na comissão técnica da CBF. Américo foi ao Programa Ferj Presente na Federação Carioca de Futebol. Américo Faria é velho amigo do pessoal do programa. 








Júnior, comentarista, Arturzinho, técnico de futebol, o apresentador José Cunha e Paulinho Sete, compositor, dono do grande sucesso Até Quarta-Feira que foi campeão de um dos nossos carnavais. Eles estavam no programa Ferj Presente com José Cunha na sede da Federação Carioca de Futebol. 









Dr. Ciro Darlan, foi o convidado do Programa Ferj Presente com José Cunha, na Federação Carioca de Futebol. Vale lembrar que Dr. Ciro falou muito do direito da criança e do adolescente. Vale ainda lembrar que o nosso programa vai ao ar, ao vivo, de segunda à sexta-feira, de treze às quinze horas. Na foto, os apresentadores José Cunha, Mário Morango e Uruãn Junior que receberam o Dr. Ciro Darlan. 





Depois de 21 dias afastado para tratamento de saúde, o ministro Eliseu Padilha voltou nesta segunda-Feira, para o batente no Palácio do Planalto. O Ministro foi denunciado na Lava Jato e sua situação está realmente muito complicada. Ninguém pode afirmar se Padilha fica ou se será afastado pelo Michel Temer. Resta a nós esperar. 








Dória presidente? Não, o Brasil merece coisa melhor. 














O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin é o nome mais forte do PSDB e o preferido de todo mundo que gosta do Brasil.












Jair Bolsonaro, sem partido, também disse que também é candidato a presidência ano que vem. Este vai dar trabalho. Quem viver verá. 











Depois de operar a próstata, Padilha teve alta e diz que volta apo governo na próxima semana. Será que a Lava Jato deixa? Vamos aguardar.










Rodrigo Maia e seus companheiros da Câmara Federal e do Senado só voltaram ao trabalho na quarta-feira, dia internacional da mulher. Eles estavam na flauta desde antes do carnaval. Isto é que é vida. 









P.S.: Quinhentos casos de agressão por dia. Salários menos do que os homens. As mulheres brasileiras lutam bravamente para conseguir se igualar ao homem em relação a salários e posições mais expressivas na sociedade. É uma pena, mas elas conseguiram muito pouco até agora, porque o Brasil continua o mesmo país machista de sempre. Contudo, nosso abraço a estas valorosas mulheres que lutam bravamente para melhorar a vida suas e de suas famílias. Sem elas, não sei o que seria deste país. 

2 comentários:

  1. Olá!
    Bom dia! eu trabalhei com o Zé Cunha na rádio nacional gostaria muito do contato dele ... pois tenho muitas novidades
    abraços
    Celina Rodrigues

    ResponderExcluir
  2. email ynnarodrigues@gmail.com
    tel: 21987509968

    ResponderExcluir